Professora Doutora Graça dos Santos

Súmula da Conferência:

Cá e Lá, foi (e continua a ser) a primeira companhia de teatro bilingue francês-português na Europa, nascida nos anos 80 do século passado, na região de Paris http://www.caela.net/. As várias épocas de produção artística da companhia fazem eco de um contexto assente na dinâmica da relação estabelecida entre os dois países de pertença cultural dos atores e dos públicos deste projeto interligado com as artes do espetáculo sob uma forma pluridisciplinar. As formas estéticas muito originais produzidas por Cá e Lá, que desde o princípio mesclam línguas e culturas, fazem da questão do bilinguismo tanto uma temática, como uma forma de expressão artística provocatória. Evocaremos também de forma prática e viva Parfums de Lisbonne – Festival d’urbanités croisées entre Lisbonne et Paris https://parfumsdelisbonne.com/, evento organizado pela companhia e que em 2017                                                                             realiza a 11ª edição.

Curriculum Sintético:

Graça Dos Santos é professora catedrática na Universidade Paris Nanterre. Encenadora, atriz e professora de teatro, escreve sobre as noções de corpo físico / corpo social, sobre as representações cénicas do corpo e do povo, sobre a ditadura salazarista e a censura. Tem inúmeros artigos publicados sobre a história do espetáculo europeu e sobre o teatro português. Publicou O espetáculo desvirtuado, O teatro português sob o reinado de Salazar (1933-1968), Editorial Caminho, Lisboa 2004. Cofundadora da companhia Cá e Lá (Compagnie bilingue français/portugais) tem desenvolvido um trabalho específico sobre o ator bilingue e sobre as conexões teatro e ensino das línguas. É diretora de Parfums de Lisbonne – Festival d’urbanités croisées entre Lisbonne et Paris cuja 11ª edição decorre entre maio e julho de 2017.
Comments